Elementos Vulneráveis

Dentro da nossa sociedade é facil ver quais são os internautas mais vulneráveis: as crianças.
Todas elas adoram a liberdade e a infinidade da Internet mas não fazem a menor noção dos perigos que correm cada minuto que nela navegam.

Dentro de todos os utilizadores estes são os que mais rápida e facilmente, são enganados e explorados nas redes sociais. Dentro dos perigos encontram-se: 

  • Passar demasiado tempo nas redes – O mais simples e menos perigoso dos perigos. O simples facto dos jovens passarem tempo demais nas redes sociais faz com que se isolem do mundo, criando uma espécie de mundo individual, isolados de amigos reais contando apenas com o contador de amigos que nunca viram frente a frente para os deixar felizes.
  • Assédio por parte de outras crianças – Este perigo é bem real e já por demais vezes retratado nos noticiários. As crianças, para além de serem vitimas de bullying nos intervalos das aulas, agora também o são no conforto e protecção do lar, muitas vezes sem os pais sequer sonharem. Esta nova realidade apelida-se de CyberBullying e não passa mais do que o completo destruir do amor proprio e confiança pessoal por parte de outras crianças, à criança indefesa que não consegue defender-se dos constantes insultos com que é bombardeado.
  • Roubo de identidade – Se num adulto, o roubo acontece por vezes demais até para acreditar, numa criança a dificuldade está deveras atenuada para uma pessoa mais mal intencionada. Sem grande esforço um qualquer hacker consegue  recolher todas as informações que necessita para fazer o que quiser.
  • Ser vitima de um predador sexual – este é o perigo mais temido por qualquer pai, e por vezes demais ouvimos nos noticiários mais um caso de uma criança aliciada por um predador, o que infelizmente nunca termina bem. Por maior controlo que os pais pensem que têm nos seus filhos e naquilo que eles fazem no tempo que estes passam na Internet, há sempre algo que lhes escapa e os predadores não perdem qualquer oportunidade para alcançar as suas vitimas.


Tem de haver um controlo extremamente apertado por parte dos pais, mas mais importante que isso é fazer as crianças compreender o perigo que correm se se expuserem demasiado na Internet. Assim que souberem exactamente ao que estão expostos, qualquer criança passa a ter mais cuidado, nunca deixando, ainda assim, de ter de existir um controlo deveras restrito por parte dos pais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s